Você sabe o que é Telemetria Veicular?

O que é telemetria veicular

A Telemetria veicular é um sistema para gestão de frotas que capta informações geradas por um veículo que faz uso dessa tecnologia, utilizando esses dados para aperfeiçoar os serviços e obter vantagens.

Siga na leitura e descubra o que ela pode oferecer para sua empresa de rastreamento de veículos.

Telemetria: um pouco de história

A palavra Telemetria tem origem grega, onde tele significa remoto e metria quer dizer medida (ou medição).

Podemos dizer que a Telemetria é um processo de comunicação que coleta dados em pontos remotos, transmitindo-os a um equipamento receptor que monitora, exibe e registra essas informações.

Originalmente, a transmissão era feita por fios – hoje ela utiliza transmissão por rádio ou satélite – e o primeiro sistema desse tipo foi usado na cidade de Chicago, nos Estados Unidos da América, no ano de 1912.  À época, as linhas telefônicas eram usadas para transmitir dados sobre a operação de diversas usinas elétricas para um escritório central.

Em 1930, o sistema passou a medir automaticamente dados meteorológicos, como, temperatura, pressão barométrica e umidade para uma estação terrestre. A chamada telemetria aeroespacial, presente em satélites e foguetes, foi inaugurada com o satélite soviético Sputnik, em 1957.

Desde a inauguração dessa tecnologia a Telemetria não parou de evoluir, conquistando novas aplicações, especialmente nos campos da pesquisa e da investigação científica, como o monitoramento de informações biológicas, através de micro transmissores engolidos ou implantados cirurgicamente, e a telemetria aplicada à oceanografia, transmitindo a informação para estações mestres.

A partir da década de 90 surgiram as primeiras soluções voltadas para o segmento automotivo, a chamada telemetria veicular.

Telemetria: ajudando a transformar dados em novo petróleo

É de autoria do matemático londrino, Clive Humby, a frase que se tornou famosa no meio organizacional: “dados são o novo petróleo”. Essa expressão atribui à informação um valor tão grande quanto o do petróleo, destacando que, sabendo utilizá-la e aproveitando seu potencial, será possível à empresa ganhar destaque no seu setor de atuação.

Isso nos leva à continuidade da frase de Humby, menos conhecida, mas muito importante. De forma resumida, o cientista defende que, da mesma forma que o petróleo precisa passar pelo processo de refinamento, os dados precisam ser analisados para terem valor efetivo e beneficiar o gestor – independente da área de atuação.

Há uma diferença básica entre o petróleo e as informações, contudo. Enquanto o petróleo exige o grande desafio de localizar reservas subterrâneas para sua extração, obter dados ultimamente é tão fácil, que o processo de avaliação se torna extremamente desafiador – ainda que transpor essa barreira promova inúmeros benefícios aos negócios.

A Telemetria veicular, por exemplo, é uma das ferramentas tecnológicas que permite captar e transmitir informações, e o uso de tecnologia M2M no veículo, facilita muito a vida do usuário, considerando os dados coletados que chegam via satélite e podem ser acessados em qualquer hora e lugar, para melhor monitoramento da frota. 

Analógica ou Digital? As duas formas de coletar dados em veículos

Na indústria o termo telemetria é usado para designar uma tecnologia que permite medir e transmitir de modo remoto informações entre sistemas, fazendo uso de dispositivos de comunicação sem fio – como sinais de satélite ou ondas de rádio.

Ela pode, ainda, realizar comandos remotos. Um bom exemplo é o uso da Telemetria veicular para cortar combustível de um carro que foi roubado, quando o usuário comunica a ocorrência à central de monitoramento.

Os dados de Telemetria veicular podem ser coletados de duas maneiras: analógica ou digital.

Telemetria Veicular – transmissão analógica

A coleta analógica de dados é feita de sensor para sensor. Assim, se a ideia for ler o RPM do veículo, será preciso instalar um fio no sensor responsável pelo RPM.

A vantagem desse tipo de coleta é que ela funciona em qualquer veículo, mesmo em modelos mais antigos. Contudo, exige uma instalação e manutenção mais complexa, necessitando da ligação em vários sensores e, periodicamente, passando por calibrações para garantir maior precisão dos valores  - muito usada em indústrias de monitoramento que normalmente funcionam via transmissão sem fio (sinal de rádio).

Telemetria veicular – transmissão digital

Ocorre com a instalação de um equipamento de rastreamento veicular que possui um chip M2M, responsável por todo o processo de coleta e envio de informações. Os dados são automaticamente enviados a um servidor e ali ficam armazenados para que o gestor acesse de seu próprio computador ou celular, por meio de uma plataforma de gestão de dados.

Cada vez que enviar uma informação, o gerenciador utilizará um pouco de dados – por isso é muito importante escolher um bom plano de gestão de dados, ideal para garantir que o rastreamento não seja interrompido por ausência de saldo.

A telemetria digital fornece informações muito mais precisas e seguras, além de disponibilizar os dados em tempo real, o que permite emitir alertas diversos para a central de monitoramento.

Atenção: ao optar por um sistema de telemetria veicular, é preciso muita atenção a questões importantes.

A primeira delas é a qualidade dos rastreadores. Equipamentos bem recomendados, como os rastreadores homologados pela Anatel, costumam exigir um pouco mais de investimento, mas têm maior vida útil e não precisam de manutenção constante - em outras palavras, a relação custo-benefício é muito mais positiva.

De que modo a Telemetria contribui para gestão da frota

A telemetria veicular proporciona facilidades ao gestor de frotas que, munido de informações consistentes, poderá administrar os veículos de modo mais inteligente.

Vejamos as colaborações da telemetria veicular.

Controle de combustível

A telemetria permite identificar tudo o que acontece no veículo, inclusive se há algum problema que está levando a consumir mais combustível. Também pode identificar  o consumo por motorista, os horários e rotas que geram maiores gastos, etc.

A partir desses dados detalhados, é possível identificar falhas no veículo e estabelecer ações que as corrijam.

Avaliação dos motoristas

Permite acompanhar a maneira como cada motorista se comporta no trânsito, mostrando a forma de aceleração de cada condutor, se ultrapassam limites de velocidade, entre outros itens que permitem identificar quais merecem bonificação e aqueles que precisam de treinamento para aprimorar a forma de condução.  

Redução de acidentes

Com o uso de Telemetria é possível acompanhar a velocidade de cada veículo da frota, sendo possível alertar o condutor em caso de excessos de velocidade. Além disso, é possível configurar o limite de velocidade dos ativos, monitorando-os segundo esses parâmetros estabelecidos.

Vale lembrar que acidentes de trânsito envolvem riscos para os colaboradores que guiam o veículo, mas também geram prejuízos financeiros e de imagem para a empresa.

Economia e produtividade

Acompanhar a quilometragem da frota permite ao gestor desenvolver diversas soluções de economia, orçamento e produtividade. Exemplos: pode provisionar custos com combustível ou analisar trajetos para criar rotas inteligentes juntando a maior quantidade de clientes com endereços próximos para aproveitar melhor a saída do carro.

Controle de jornada de trabalho

A Telemetria veicular permite acompanhar a jornada de trabalho de cada condutor, evitando excesso na jornada de trabalho e colaborando com o trabalho do setor de Recursos Humanos. Um dos benefícios é evitar horas extras desnecessárias e que geram custos e, em alguns casos, processos jurídicos na área trabalhista.

Telemetria veicular X rastreamento veicular

Ao contrário do que se pode pensar, telemetria é diferente de rastreamento veicular

Enquanto o rastreamento veicular é uma solução que disponibiliza ao gestor da frota a localização atual dos veículos, a telemetria é uma solução muito mais completa, fornecendo informações precisas sobre as condições de mecânica do veículo e o perfil de condução do motorista.

Ao coletar informações e transmiti-las ao receptor que, por sua vez, irá realizar todo o processamento dos eventos e transformá-las em informações tangíveis, a telemetria gera monitoramento constante dos ativos - aonde quer que estejam.

A tecnologia M2M permite a comunicação entre dois equipamentos, capturando dados e compartilhando com outros dispositivos conectados, facilitando o monitoramento e a gestão de dados em tempo real.

Os dados, então, são consolidados dentro de um equipamento instalado no veículo, que o transmite para a central de monitoramento.

Importância de uma plataforma de Gestão de Dados

E se a ideia é ter acesso a dados que permitam decisões mais assertivas e rápidas, claro que o sistema escolhido precisa oferecer inteligência e informações em tempo real para o gestor de frotas.

Portanto, contar com uma plataforma de gestão de dados, com funcionalidades que contribuem para o controle do gestor, e que seja robusta e segura, é muito importante, especialmente se o serviço incluir suporte técnico especializado – como o da TNS, considerado um dos melhores do setor por ter uma equipe humanizada e disponível 24 horas por dia.

A plataforma LSM foi desenvolvida pela própria empresa, e gera valor agregado através de relatórios gerenciais para o efetivo controle da base de dispositivos instalados, ajudando os clientes a reduzirem custos através de uma gestão eficiente.

Graças ao LSM, é possível verificar o IMEI do dispositivo associado a cada SIM Card, se o equipamento encontra-se online ou offline, avaliar o volume de tráfego de cada SIM Card, entre outros benefícios, permitindo que essas informações se transformem em benefícios para o seu negócio, gerando economia, segurança e agilidade.

A TNS é líder global em gestão de transmissão de dados entre máquinas (M2M), atendendo clientes há mais de 30 anos e em mais de 60 países. Visando facilitar a relação entre as empresas de rastreamento veicular e as operadoras de telefonia móvel telecomunicações, mantém estreita parceria com as melhores e maiores empresas do mercado nacional, entregando aos seus clientes atendimento personalizado e ágil.

Conforme evidenciado anteriormente, a utilização da telemetria é bastante difundida em diversos setores da indústria, devido à sua simplicidade e gerenciamento centralizado dos dispositivos. Tais equipamentos, fazem a utilização de um chip M2M/IoT, responsável por realizar o processo de envio das informações para a plataforma de destino. Assim, oferecendo informações seguras e precisas, em tempo real, o que permite um melhor gerenciamento das informações.. Converse com nossos especialistas e saiba mais.

Deixe seu comentário, crítica ou sugestão


Ao acessar o nosso site, você concorda com o uso de cookies para analisar e produzir conteúdo e anúncios adaptados aos seus interesses. Leia nossa Política de Cookies.